Como escolher o tipo de hospedagem ideal para sua viagem

ESCOLHER TIPO DE HOSPEDAGEM

Se tem uma dica de viagem que sempre dou é escolha bem o tipo de hospedagem. Eu sei que não é uma tarefa tão simples como parece. E pensando nisso eu escrevi esse post para você.

Ou seja, vou facilitar sua pesquisa pelo lugar ideal para sua hospedagem com algumas dicas especiais. Continue lendo e anote essas sugestões para você usar no planejamento de suas próximas férias.

Tipo de hospedagem

Tipo de hospedagem - Hostel
Imagem de Sabrina C por Pixabay

Escolher o tipo de hospedagem que você quer e que cabe em seu orçamento é essencial para não ter dores de cabeça em suas férias. Você pode optar por um hotel, por uma pousada, um hostel ou por hospedagens em casas/apartamentos, por exemplo.

Qual é a melhor delas? A resposta é simples: aquela que você se sente bem e confortável e que não vai devorar seu orçamento como um leão faminto. Eu sou mochileiro, tenho meu perfil de hospedagem e esse perfil pode ser bem diferente do seu.

Mas uma coisa é certa: todos nós somos preocupados (e com razão) com nosso dinheiro. E nas férias essa preocupação tem que ser dobrada. Afinal, se é a primeira vez que estamos indo para um determinado destino, ainda não temos noção exata de como é o custo naquela localidade.

O melhor tipo de hospedagem é aquele que atende às suas necessidades sem sacrificar o seu bolso, eu resumo assim.

Quem vai com você?

Quando a gente viaja sozinho é mais fácil escolher o tipo de hospedagem. Porém, quando estamos viajando a dois ou em grupo, aí as coisas mudam de figura.

“Cada cabeça é um mundo”, já ouviu esse ditado? Pois é, ele faz muito sentido quando sua viagem deixa de ser solo. Se a viagem é em grupo, por exemplo, às vezes uma ótima opção é alugar casas/apartamentos que ofereçam a estrutura adequada para vocês.

Além disso, esse tipo de hospedagem para viagens em grupo costuma sair mais barato que hospedagem em hotel e em pousadas. Mas lembra do ditado? Como cada um tem sua forma de enxergar o mundo, o diálogo antes de escolher o lugar em que vão se hospedar é obrigatório.

E isso nos leva para a próxima dica…

Quais são os seus objetivos?

Você está vindo visitar o Caparaó para conhecer as cachoeiras? Ou está vindo para subir o Pico da Bandeira? Talvez você queira desfrutar de um pouco de mais de paz e relaxar, não importa se ouvindo o som das quedas d’água ou o canto do pássaro nos primeiros raios da manhã que invadem sua barraca de camping, certo?

Definir o objetivo da viagem vai te ajudar a escolher bem sua hospedagem. Por exemplo, se seu foco são cachoeiras, você pode se hospedar em pousadas ou hotel-fazenda que já possuem essas atrações em seus domínios. Isso facilita bastante.

Da mesma forma, se você pensa em subir o Pico da Bandeira, precisa saber qual período do ano seria o mais ideal para essa aventura. Sendo assim, não apenas o lugar e o tipo de hospedagem seriam importantes, mas também o quando se hospedar.

Reserve com antecedência

Viajar na alta temporada de uma localidade é sempre mais custoso que viajar na baixa temporada. São aquelas leis quase imutáveis, pode haver exceção (mas ainda não conheço uma).

Para amenizar os custos com a hospedagem a dica é você reservar com antecedência. Não tem muito mistério, quando você faz esse tipo de reserva, pode garantir uma boa economia no final das contas. Logo, não deixe para cima da hora ou vai pagar (literalmente) caro por isso.

Aqui cabe um destaque: antes de fazer a reserva, consulte a política de cancelamento da plataforma ou do local que cede a hospedagem. É muito importante ler a política antes de enviar seu formulário para reservar a hospedagem, por isso nunca deixe de ler essas políticas, ok?

Localização

Quando temos um orçamento mais enxuto, a localização de onde vamos nos hospedar pode ajudar bastante. Exemplo: se você quer conhecer atrações que ficam mais distantes da cidade, o ideal mesmo é se hospedar em um ponto que seja geograficamente estratégico para facilitar seus objetivos.

Isso nos leva a outro ponto: se você se hospeda mais distante da cidade, é preciso saber se o local oferece café da manhã, almoço e jantar. Além disso, saber se há opções de delivery também ajuda muito. Muitas pessoas ignoram o fato de que elas podem não se adaptar à culinária local. Então pode acreditar, uma pizza salva. É quase universal!

Não podemos esquecer dos aspectos que envolvem a segurança do local, a proximidade com serviços de saúde (hospitais, pronto socorro e postos de saúde) e o quão acessível é o local para pessoas com deficiência física.

O que estão dizendo sobre o local da hospedagem

Eu sempre gosto de pesquisar a opinião de pessoas que já visitaram as atrações turísticas para onde estou indo e que se hospedaram no lugar que escolhi.

Os hóspedes anteriores são fontes de informação importantes para você, saiba usar bem disso na hora de escolher o local de sua hospedagem. Afinal, é uma avaliação orgânica, ou seja, não pagaram a eles para que fizessem as avaliações.

“Ulisses, esse lugar aqui não tem cinco estrelas na avaliação do usuário, e aí?” – E aí que se você esperar por isso nunca vai se hospedar. Não há 100% de satisfação, é um fato. Nem todos os hóspedes tiveram experiência que atendesse a 100% de suas expectativas, é super normal. Eu sempre opto com avaliação que estejam acima de quatro estrelas.

É uma fórmula que uso para praticamente tudo: se vou comprar no Mercado Livre, na Americanas, se vou baixar um app na Play Store do Google… tem funcionado até aqui.

De olho na estrutura e nos detalhes da hospedagem

A ultima dica é que você fique atento com a estrutura do local. Veja o máximo possível de fotos tanto do hotel quanto dos quartos. Busque imagens do local escolhido fora do site e das redes sociais dele, afinal, Photoshop faz milagre!

Como eu disse anteriormente, já entre em contato para saber o que o local oferece incluso na hospedagem de refeição e de serviços. Mas não aceite isso apenas “de boca” em uma ligação, por exemplo. Peça que isso seja formalizado por e-mail, caso não haja uma política clara nas páginas e canais oficiais do local escolhido para sua hospedagem.

Se você está indo de carro, verifique se tem estacionamento incluso, se não tiver, há local perto para estacionar ou não? Se há, quanto custa e como é cobrado? Tudo isso vai evitar que você tenha aborrecimentos depois, então pergunte, pergunte mais e pergunte um pouco mais…

Qual o tipo de hospedagem você prefere, Ulisses?

Se você me perguntar o tipo de hospedagem que eu prefiro eu vou te dizer de cara: aquele que me deixa mais próximo da natureza. Eu amo as práticas do Ecoturismo, por isso gosto de criar meus roteiros personalizados, não fico preso a um pacote de viagens de uma agência.

E você, qual o tipo de hospedagem você prefere? Hotel, pousada, hostel, casa/apartamento? Comente aqui ou em uma de nossas redes sociais:

Gostou de nosso post? Aproveite e assine nossa newsletter e receba em primeira em seu email nossas novidades aqui do blog.

Leia também:

Deixe o seu comentário

Ulisses Mochileiro

Ulisses

Fundador da Casa do Mochileiro

Ulisses Mochileiro

Ulisses

Fundador da Casa do Mochileiro

CNPJ: 37.227.239/0001-09
A Casa do mochileiro 2020 © Todos os direitos reservados. Design by weHAVIT

×
×

Carrinho