Café do Príncipe – Cafés Especiais

Cachoeira do Rio Brás

Hoje eu vim visitar o Café do Príncipe – Cafés Especiais, um tipo de café especial produzido no mesmo lugar onde acampei pela primeira vez há quase trinta anos.

Eu tinha cerca de 8 anos de idade quando fiz a trilha da Cachoeira do Brás, no distrito de São João do Príncipe, em Iúna/ES. No meu primeiro acampamento fui parar no meio do mato. Uma baita aventura!

Minha paixão pelo Caparaó não é à toa!

Conversando com Emílio, proprietário do Café do Príncipe, sobre a crescente demanda de turismo na região, ele me disse: Ulisses, isso começou com seu pai!

Roner Braga Padilha, meu pai, o Pioneiro.
Durante o dia subíamos e descíamos as corredeiras do Brás. A noite, meu pai ligava seu velho rádio a pilhas (que está aqui na Casa do Mochileiro!), e enquanto ele acendia o fogareiro pra fazer a janta, eu catava pedaços de pau pra fazer a fogueira.

Quando a contação de histórias começava, eu já estava aquecido e alimentado.

Sem dúvida nenhuma foram dias inesquecíveis.

Quase trinta anos depois, voltei ao mesmo local, agora sem meu pai, que foi fazer a trilha dos céus já há algum tempo.

A terra em que estou pertence ao Emílio e a Cristina Horst, donos do Café do Príncipe – Cafés Especiais, um café especial colhido aos pés da Pedra da Samena, e servido pelas mãos de uma tradicional família de produtores de café.

A trilha e a cachoeira do Brás estão praticamente intocados pelo grande público. As estradas estão tomadas de mato por todos os lados, e muita, muita água desce rio abaixo.

A água continua tão gelada quanto me lembro. E a sensação de isolamento do mundo também é a mesma.

Estar aqui depois de tanto tempo me dá a certeza de que não somos nada além daquilo que vivemos.

Quem poderia imaginar que depois de trinta anos eu estaria aqui contando aquela história e sonhando acordado, vivendo quase tudo de novo?

Meu conselho a você é, vá provar um café especial no Café do Príncipe, vá fazer aquela trilha e descansar sob a Pedra do Salão, contemplar a grandeza da Pedra da Samena e se banhar na Cachoeira do Brás.

E um dia você também terá algumas histórias pra contar sobre esse lugar incrível e intocado pelo tempo.

Mas lembre-se: o Café do Príncipe – Cafés Especiais é a porta de entrada para a Cachoeira do Brás.

Como Chegar ao Café do Príncipe – Cafés Especiais

Não há linhas de ônibus municipais pra te levarem até o Café do Príncipe, então suas opções são carro próprio, carona ou táxi (leia o serviço abaixo).

Acesse a rodovia federal BR-262 em qualquer ponto do país, e vá em direção ao município de Iúna, interior do Estado do Espírito Santo.

Se buscar no Google Maps, você encontrará o seguinte:

Café do Príncipe Rua João Elias Horst, Iúna – ES, 29390-000 maps.app.goo.gl/cgbG6

Na altura da divisa entre os estados de Minas Gerais e Espírito Santo, no distrito Iunense de Pequiá, procure pela estrada de terra com a placa indicativa para o Parque Nacional do Caparaó.

São aprox 10 km de estrada de terra até o Café do Príncipe – Cafés Especiais.

Táxi Iúna (Sede):

  • Ponto de táxi: 28 3545 1749

Serviço Café do Príncipe

  • Ligação/WhatsApp +55-28-9999-29786, falar com Emílio ou Cristina Horst;
  • Entrada: gratuita;
  • Estacionamento: gratuito;
  • Trilha da Cachoeira do Brás: Consulte valores;
  • Wi-fi: sim;
  • Sinal de celular: Vivo;
  • Pagamento: dinheiro e cartão;
  • Perfil Facebook;
  • Perfil Instagram;

Conheça outros lugares onde provar cafés especiais: Café Serra Valentim e Café Colonial Paiol da Bel.

Leia também:

Deixe o seu comentário

Ulisses Mochileiro

Ulisses

Fundador da Casa do Mochileiro

Ulisses Mochileiro

Ulisses

Fundador da Casa do Mochileiro

CNPJ: 37.227.239/0001-09
A Casa do mochileiro 2020 © Todos os direitos reservados. Design by weHAVIT

×
×

Carrinho